Final de Milênio II

(…)
– O que a Senhora tem para me dizer?
– Vocês estão vivendo os momentos universais que tanto profetizou Daniel!
– Senhora, me desculpe, eu não entendo nada disso. O que profetizou Daniel que estamos vivendo?
– Apenas escute. O que vou lhe relatar é por demais grave, e tudo tem de ser entendido sem distorção. Vocês estão passando por momentos de grande expectativa, neste final de milênio, e como o mal está instalado no mundo, numa época em que tudo é permitido, dão trela a Satanás, para que confunda suas mentes, e isto está acontecendo com minhas mensagens, nestes últimos tempos. Este é o grande trunfo do demônio: colocar a confusão, para
depois instalar o descrédito. Por isso, Jesus pediu para que dessem atenção a Daniel. Se essas coisas não forem esclarecidas agora, o grande rebanho, sem pastor, se dispersará, agrupando-se depois a outras seitas. Será o início do calvário da Igreja, aquilo que tanto Jesus e Eu queremos minorar: a grande apostasia. Espere dias sombrios, porque você será um dos poucos a proclamar isto. Mas, por fim, lhe prometo, brilhará a luz.
– Estou à disposição da Senhora, para o que der e vier. Só tenho medo de não poder convencer as pessoas. Aí como faço?
– Diga apenas a verdade. Entretanto, lhe asseguro que o triunfo dela somente se dará depois que você estiver com Jesus e comigo. O que desejo de você é somente coragem para dizer, sem medo, com a maior firmeza possível, tudo que vou lhe relatar. (…)
Vejo aproximar-se no horizonte a grande nuvem da desolação, e toda a terra tremerá, pois o braço do Senhor, nosso Deus, baixará sobre o mundo para purificá-lo.
– Quando acontecerá isto, Senhora?
– No seu tempo. Muito em breve o assento de Pedro estará a des-coberto, quando então terão início todos esses acontecimentos. Vocês, católicos, verão dias terríveis nascerem no horizonte. Por 1260 dias da Terra, estará aceso em Jerusalém o candelabro de duas velas, único pilar da defesa da fé na Igreja. O nome de Jesus não terá nenhum valor na terra, as Missas serão substituídas por uma simples e simbólica representação da última Ceia, e uma terrível apostasia tomará lugar de destaque no seio da Igreja. Cada um de vocês, durante três dias, sentirá dentro da alma a sensação do afastamento do Senhor. Durante esses dias, nada dentro de vocês fluirá, nada verão do sol a iluminá-los, porque uma densa e pesada atmosfera estará a envolvê-los. Isto se dará independente de credo ou cultura, porque o Deus Criador de todas as coisas assim o deseja. Serão três dias de completa escuridão na alma de vocês. Antes disso, porém, o grande sinal será dado pelo Altíssimo, levando-os a uma profunda e dolorosa reflexão sobre todos os pecados cometidos, para que possam, purificados, entender o porquê dessas trevas da alma, e saírem dela prontos para encontrarem e identificarem a verdadeira luz de Cristo Jesus, durante as trevas da alma. Assim Deus o quer, assim se dará! Entretanto, peço que não temam, porque estarei a guiá-los, pois este continente está sob minha proteção materna. Estejam preparados, porque esse dia, individualizado a cada um de vocês, somente Deus o sabe. Um quarto do seu planeta sentirá a força do Senhor. Depois, seu continente será a aurora de uma nova terra glorificada, com o Céu presente em todos os atos da vida de vocês.
E isto se dará independente do credo ou cultura existentes na terra. Vocês mudarão a terra, porque estarão mudados. Uma nova consciência tomará conta do mundo, totalmente direcionada a Deus, sem a influência maléfica de Satanás, porque o Sagrado Coração de Jesus e o meu Imaculado Coração estarão triunfantes. Vocês tomarão consciência do grande mal que Lúcifer fez à terra e ele, desterrado do coração de vocês, será finalmente precipitado no Inferno, com todos os seus anjos. (…)
– Senhora, me disseram que a Senhora e as profecias falam que a Eucaristia será abolida, e que somente alguns sacerdotes leais a Jesus continuarão celebrando as Missas. Onde se dará isso?
– Somente a Rússia, o seu país e uma ínfima parte da terra serão o Sacrário do mundo. Isto Eu disse no ano da Terra de 1917. (…)
Deus quer mudar o homem, para depois mudar a terra, porque no dilúvio Deus mudou a terra para mudar o homem, e prometeu que isto não mais aconteceria. Deus quer forjar, no coração de cada um, um novo céu e uma nova terra. E isto Deus fará, porque está escrito por Seus profetas; e isto se fará por meio de muitas dores, porque o homem assim quis, ao escrever a sua história, deixando que a iniquidade, mais uma vez, tomasse conta da terra. A terra será mudada, porque o homem será mudado. Jesus voltará, enfim, a viver entre vocês, porque todos vocês O verão na glória do
Altíssimo, porque a glória do Altíssimo estará vivendo em vocês, isentos do pecado.

|  I II  |  III  |