Senhor Deus, Tu criaste o infinito a nossos olhos, mas finito em Tua mente divina. Permite que participemos do entendimento de reconhecer que somos menores do que o grão de mostarda, diante da criação, para que possamos compreender Tua grandeza, na nossa pequenez.
    Senhor Deus, criaste as leis universais para que, por meio delas, sintamos que Teu sopro divino nos conduz, como notas musicais de uma partitura composta por Teu poder e regida por Teus anjos. Queremos cantar Tua glória na terra, tendo diante dos olhos a grande Orquestra Celeste. Entretanto, Senhor Deus, nossos defeitos nos obrigam a somente olhar para o chão.
    Senhor Deus, nos criaste para conviver contigo na harmonia de tudo isso, mas teimamos, num eterno desafino, em romper Tua divina melodia. Perdão, Senhor, agora somente Tua misericórdia poderá harmonizar-nos com Teu amor, porque sozinhos não passaremos de instrumentos rudes e imprestáveis, desafinando tudo que produzes.
  Estende então até nós, Divino Compositor Celeste, Tua harmonia, para que nossos ouvidos possam escutar de Ti a música que produz o amor. Amém.