No dia 13 de outubro de 1992, na Basílica de Lourdes, em Belo Horizonte, durante a celebração de Missa em homenagem a Nossa Senhora de Fátima, três Anjos entregaram à humanidade uma importante simbologia mariana, que recebeu da própria Mãe de Deus o nome de MEDALHA MISSIONÁRIA.
Depois ficou apenas o Anjo da Paz, que disse a Raymundo Lopes:
“O que verá será o Símbolo que os levará à vitória. Quem o tiver consigo, com fé e confiança, será como a porta marcada com o sangue do cordeiro.”
Raymundo viu, ainda, o desenrolar de toda uma cena, diante do altar-mor da Basílica, que mais tarde foi retratada na Medalha Missionária. Nesta cena, duas frases luminosas surgiram:

OS SERVOS DE MARIA TERÃO SEGURANÇA
POR FIM O MEU CORAÇÃO IMACULADO TRIUNFARÁ!

No dia 2 de abril de 1993, no Colégio Monte Calvário, em Belo Horizonte, Nossa Senhora disse a Raymundo:
“Muitas almas serão resgatadas através das mensagens angélicas. Minha proteção está assegurada a quem, com toda a confiança, rezar o Terço, jejuar, confessar, assistir à Missa e comungar nas primeiras sextas-feiras de cada mês, trazendo consigo o Símbolo com o qual você foi agraciado no dia 13 de outubro (a Medalha Missionária). Vocês serão marcados com o sangue do cordeiro, para que não caiam em tentação. Eu asisstirei a cada um que, com todo o coração, a divulgar.

“A serpente negra ficará acuada diante deste Símbolo!